terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Balanço Literário 2016

Como tenho feito nos últimos anos, segue a lista livros que li em 2016. Resenhas e indicações somente sob consulta.

1 Geraldo Vandré - Uma canção interrompida Vitor Nuzzi
2 A família Lessa no mundo José Luiz Lessa
3 A noite do meu bem Ruy Castro
4 D. Pedro: A história não contada Paulo Rezzutti
5 Getúlio: 1882-1930 Lira Neto
6 Oswald de Andrade Maria Augusta Fonseca
7 Getúlio: 1930-1945 Lira Neto
8 Teoria musical para leigos Michael Pilhofer e Holly Day
9 Getúlio: 1945-1954 Lira Neto
10 2001: uma odisseia no espaço Athur C. Clarke
11 A garota na teia de aranha Devid Lagercrantz
12 Eis aqui os Bossa-Nova Zuza Homem de Mello
13 Esaú e Jacó Machado de Assis
14 Como ouvir e entender música Aaron Copland
15 Guerra e Paz Leon Tolstói
16 1993 Zetti e André Plihal
17 Crise Mike O'Connor
18 A bibliotecária de Auschwitz Antônio G. Iturbe
19 Villa Kyrial Marcia Camargos
20 Red Dragon Thomas Harrid
21 O caminho do Anhanguera Nestour Goulart Reis
22 São Bernardo do Campo - berço do Brasil moderno Fernando Longo
23 Engenheiros da Vitória Paul Kennedy
24 Idênticos Scott Turow
25 O cirurgião Tess Gerritsen
26 As línguas do mundo Charles Berlitz
27 A amiga genial Elena Ferrante
28 O demônio na cidade branca Erik Larson
29 Wild Cards - vol. 1 George Martin
30 As irmãs Romanov Helen Rappaport
31 Crônicas Saxônicas: Guerreiros da Tempestade Bernard Cornwell
32 Eu sou o peregrino Terry Hayes
33 Dolores Duran Rodrigo Faour
34 Filosofia para corajosos Luiz Felipe Pondé
35 Guia politicamente incorreto do sexo Luiz Felipe Pondé
36 O último judeu Noha Gordon
37 Terra sonâmbula Mia Couto
38 O Negociador Frederick Forsyth
39 Nara Leão, uma biografia Sérgio Cabral
40 Mr. Mercedes Stephen King
41 O monge inglês Valeria Montaldi
42 1494 Stephen R. Bown
43 Tempos vividos, sonhados e perdidos Tostão
44 Toda luz que não podemos ver Anthony Doerr
45 O punho de Deus Frederick Forsyth
46 The buffer's guide to wine Jonathan Goodall e Herry Eyres
47 Uma autobiografia Rita Lee
48 Achados e perdidos Stephen King
49 The perfect mile Neal Bascomb
50 Ragtime E.L. Doctorow
51 Terra Papagalli José Roberto Torero e Marcus Aurelius Pimenta
52 A viagem da família real Kenneth Light
53 Número Zero Umberto Eco

Curiosidade, dos 53 livros acima, 35 foram lidos no formato digital.

2 comentários:

Emmanuella Conte disse...

Destes todos, li 2001: Uma odisseia no espaço; Red Dragon; As línguas do mundo (indicação minha, né, *caham* haha); Wild Cards e Guerreiros da Tempestade. São todos livros que gostei muitíssimo. O que você achou deles?

E alguns eu tenho aqui comigo e ainda não li: Guerra e Paz; A bibliotecária de Auschwitz; Mr. Mercedes e Achados e Perdidos. Alguma recomendação sobre eles?

Boas leituras para 2017, Edison! :D

Edison Junior disse...

2001 é um clássico e como foi uma releitura, é sinal de que gosto dele. Red Dragon me surpreendeu, não achei que fosse gostar dele, mas resolvi ler porque havia acabado de assistir à série, resolvi arriscar e gostei muito. As Línguas do Mundo, do Berlitz, também achei muito interessante e instrutivo. Guerreiros da Tempestade, volume 9 das Crônicas Saxônicas, faz jus ao demais livros da série. Com relação ao Wild Cards, esse não gostei muito, fantasioso demais pro meu gosto (e olha que sou fã do Game of Thrones!!!!)

Guerra e Paz é outro clássico, vale a pena ler, embora necessite de fôlego, mas vale a pena conhecer os escritores russos, se você ainda não teve oportunidade, recomendo. A bibliotecária de Auschwitz é muito bom de ler, principalmente para quem gosta de histórias da 2ª Guerra e livros. A chamada Trilogia Bill Hodges, do King, do qual fazem parte Mr. Mercedes e Achados e Perdidos é legalzinha, mas não chega a ser uma obra-prima comparada com outros livros do autor. Trata-se de três histórias policiais, interligadas pelo mesmo investigador aposentado (o tal do Bill Hodges) e o crime que acontece no primeiro volume. Se você gosta do King, recomento.

Boas leituras, Manu! Feliz 2017!

Related Posts with Thumbnails