domingo, 25 de maio de 2014

Me desculpa, Bradesco, mas ISSO é bra!

Isso é Bra!

- O Bradesco deseja tudo de bra pra você!

Foi assim que o atendente do banco se despediu de mim outro dia desses.

Algumas propagandas criam um bordão que caem no gosto popular e ajudam a fixar a marca junto ao seu público. Lembro-me do Guaraná Antártica na década de 70 com o seu “Boko Moko”, expressão utilizada para classificar algo fora de moda, ultrapassado. Mais recentemente, o bordão “Sabe de nada, inocente!”, que aparece na propaganda da OLX, também achou o seu espaço.

Pode-se gostar da expressão ou não, mas não interessa, dali a pouco começa-se a ouvi-la na rua ou tropeçar nela na internet.

É preciso sorte da marca, pois ganha uma divulgação muito maior do que a planejada. Porém, entre um bordão e outro que dá certo, a maior parte dá com os burros n’água, só para usar uma expressão bem boko moko.

É o que parece que vai acontecer com o “bra”, da campanha do Bradesco. Entendo a associação do bra do nome do banco com o bra de Brasil em ano de Copa. A ideia é boa, mas, mesmo assim, sei lá, soa muito forçado falar algo como “futebol com churrasco é bra” ou “paquera no final da tarde é bra”.

Além disso, toda vez que eu escuto a propaganda só me lembro das imagens acima e não do banco.

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails