quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Jazz & Co.

Jazz & Co. - Vinícius de Moraes

Até pouco tempo atrás eu não sabia disso, mas o poeta Vinícius de Moraes, um dos pais da Bossa Nova, era fã de Jazz. Mas fã mesmo, desses de colecionar álbuns e conhecer a fundo a ponto de escrever artigos para revistas. E é exatamente a partir desses artigos que Eucanaã Ferraz organizou e publicou o livro Jazz & Co., esse aí da foto acima com cara de capa de CD.

O simpático livro é prefaciado pelo próprio Eucanaã e orelhado por ninguém menos que Luiz Fernando Veríssimo, saxofonista amador e também fã de Jazz. Tanto um texto quanto outro são deliciosos e explicam o que o poetinha fazia nos EUA no final da década de 40 (era vice-cônsul brasileiro) e o que o levou a curtir o Jazz.

Além de uma breve história do Jazz – quando ele escreveu, o bebop já ia avançado e começava a ceder um pouco de espaço para o cool – há também histórias muito interessantes sobre alguns músicos que ele conheceu ou acompanhou. Notáveis e divertidas são suas opiniões sobre o governo americano e agudas suas observações sobre o racismo.

Como diz o Veríssimo, “desde que Dante convocou Virgílio para acompanhá-lo no outro mundo não se tem notícia de um poeta tão bem aproveitado.”

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails