sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

A vida por um fio

Awake-(film)-image

Se eu tivesse que citar o filme que houvesse me causado mais medo, minha escolha seria Awake – A vida por um fio. Não por causa dos sustos baratos que a gente leva em filmes de suspense nem pela trama em si, mas pela situação a partir da qual ele se desenvolve.

Resumidamente, o ator principal vai ser submetido a um transplante de coração que será realizado por um médico que é seu amigo. A equipe já está na sala de cirurgia, batendo aquele papo descontraído para relaxar o paciente enquanto o anestesista começa o seu trabalho. Aqui cabe um parênteses: na introdução do filme somos informados que em 0,14% dos casos de anestesia o paciente fica sedado, porém mantém o sua consciência e percebe o que está acontecendo na sala. Fecha parênteses e volta ao filme. O papo na sala de cirurgia continua rolando e o paciente parece participar da conversa fazendo alguns comentários, mas aos poucos percebe-se uma certa indiferença dos demais quanto a ele.

Nós, ele e os espectadores, começamos a perceber que ele já está anestesiado e que o médico está se preparando para abri-lo. Desesperadamente ele tenta gritar para pedir que parem, para informar que ainda estava acordado. Nós também queremos avisar. Esforço inútil, somente seu cérebro estava desperto. O médico tasca-lhe o bisturi no peito e ele dá um dos gritos mais apavorantes que já ouvi. O grito é de puro medo, uma vez que ele realmente não sente absolutamente nada. Bom, termino aqui a minha resenha que é para não estragar o filme para quem ainda não o assistiu.

(continua...)

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails