quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Judiação com os beagles

Beagle

De repente, não mais que de repente, a galera descobriu que as indústrias que lidam com produtos químicos utilizam animais em seus testes. Choveram fotos comoventes de beagles (acima) e até uma comparação fotográfica (abaixo) entre as jaulas deles e a dos judeus nos campos de concentração, fazendo um paralelo falacioso, horroroso, péssimo e de muito mau gosto entre as situações.

Aushcwitz x Royal

Eu adoro beagles! Sou um dos maiores fãs do Snoopy. Tinha a coleção completa de suas revistinhas. Detesto pensar que eles possam ser utilizados para testes. Eu jamais teria coragem para fazer isso pessoalmente. Ainda se fossem ratos!

Então? Faria diferença? Só porque associamos os ratos com coisas nojentas e desprezíveis como os políticos? Eu penso que não.

Snoopy

Não sei dizer se o tal do Instituto Royal maltratava os bichos ou não, não vem ao caso no calor dessa discussão. Infelizmente, o fato é que ainda não existem alternativas para todos os testes a que os produtos têm que se submeter antes de serem utilizados por nós. Algumas empresas dizem que não utilizam animais para testar seus produtos, mas não fazem referência aos componentes do seu produto final. Ou seja, é só marketing. Empresas sérias admitem que o fazem, mas ao mesmo tempo buscam desenvolver alternativas de testes sem utilizar os animais. Melhor assim, mas parece que isso não será possível antes de 10 anos.

Até hoje existem inúmeras pessoas que sofrem o efeito da talidomida, remédio utilizado no final da década de 50. Mulheres grávidas que o tomaram geraram bebês deformados. Isso porque a talidomida foi testada em ratos (feios, porém pouco sensíveis aos efeitos da droga) ao invés de coelhos (mais bonitinhos, mas também mais sensíveis).

Tomates orgânicos foram testados em animais. A tinta do mouse que você usa também. Até hoje utilizamos animais para fazer sapatos e outros produtos, só para citar um exemplo besta. Nós os comemos!

É uma pena, mas é a realidade. É justo? Talvez não. A vida não é muito justa.

Quer ver um artigo bem didático sobre o assunto? Clique aqui.

Ratos

Complemento: assista também esses vlogs (gravados em 2012, distante portanto da discussão atual); são meio que continuação um do outro:

2 comentários:

Emmanuella disse...

MUITO obrigada por esse post, e pelo link do artigo. Eu mesma sou daquelas que ficam indignadas com os tais testes, mas admito a ignorância sobre todos os fatores envolvidos. Ler o artigo me abriu a mente de uma maneira que agora fico indignada com a ignorância de todos nós!

Edison Junior disse...

Obrigado eu, Manu!
É fácil apelar para o discurso que a galera quer ouvir. Eu também morro de pena das cobaias, mas infelizmente ainda é um mal necessário. Eu mesmo não sei se teria coragem para fazer isso pessoalmente, mas felizmente existem os que a têm.
Pelo menos a discussão é boa para acelerar o processo de desenvolvimento de testes que não mais necessitem dos animais. Quem sabe um dia, né?
Enquanto isso, obrigado bichinhos!

Related Posts with Thumbnails