quinta-feira, 31 de maio de 2012

Diário de viagem 3


quarta-feira, 30 de maio de 2012

Diário de viagem 2


Diário de viagem 1


segunda-feira, 28 de maio de 2012

Marca junto ou separado?

Sempre achei bobagem essas frescuras de etiqueta, do tipo um garfo para carne e um para peixe e outras do gênero, porém tem umas coisas que deveriam ser mais observadas a bem do convívio comum.

Refiro-me especificamente ao caso dos bares e restaurantes que trabalham no sistema de comandas, em que cada cliente marca o que consumiu e fecha a sua conta separadamente. Acho esse sistema bastante democrático, e que permite a quem consome menos no grupo pagar uma parte menor da conta. Cabe ao grupo decidir se vai rachar a conta igualmente ou se o aniversariante do dia paga etc.

Pode parecer frescura minha, mas acho muito chato quando o atendente pergunta: “marca junto ou separado?”. Claro, para ele é muito mais cômodo marcar junto, pois é mais fácil escrever “2 chopps” numa comanda só do que “1 chopp” duas vezes, mas deveria caber ao cliente pedir para marcar junto. Muitas vezes os clientes tomam a decisão sobre a forma de pagamento durante ou no final do encontro e não no começo, salvo quando é feito um convite em que fica implícita a situação.

Quando o atendente força uma resposta logo de saída, às vezes cria um embaraço entre os clientes. Se alguém se adiantar e pedir para marcar separado, pode passar por muquirana ou antissocial. Se pedir para juntar, pode dar a impressão de que ele vai pagar a conta. Na dúvida, pede-se para marcar junto e depois divide a conta, mas é certa a confusão com o troco.

Não sei se todo mundo sente esse constrangimento (eu não sou um bom parâmetro, sou o rei do contrangimento), mas acho que isso deveria fazer parte da etiqueta dos bares e restaurantes. Deixa o cliente tomar a iniciativa de pedir para juntar a conta. Se não falar nada, é separado, pô!

sábado, 26 de maio de 2012

Roda Viva

Sensacional a paródia de Roda Viva feita pelo pessoal da MTV!

Se você não se lembra da gravação original, assista aqui:

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Separação

Edison - 0278 - Separação

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Problemas de tradução

Edison - 0277 - Kama Sutra

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Tadinhas das sacolinhas

A quem interessar possa, segue a minha opinião sobre a discussão em torno das sacolinhas. É óbvio que a utilização cada vez maior do plástico é um problema ambiental a ser resolvido, principalmente na hora do descarte, mas as sacolinhas plásticas foram escolhidas como as vilãs da história.

Falo isso com a "autoridade" de quem há pelo menos quatro anos utiliza basicamente sacolas retornáveis para ir às compras (clique aqui - as sacolas da foto ainda são as mesmas). Faço isso, confesso, como uma forma prática e de economia de tempo para mim. O benefício ambiental é apenas um efeito colateral.

A proibição das sacolinhas vêm gerando acalorada tertúlia, com argumentos prós e contras, na maioria das vezes falaciosos de ambos os lados. Isso é o que me enche o saco, com o perdão da piada fácil.

A maior piada, no entanto, é as grandes redes de supermercados posarem de defensoras do meio ambiente, quando parece que eles estão de olho é na economia que estão fazendo. Tiram as sacolinhas com o amparo da lei e desamparam o consumidor nada nos oferecendo em troca.

Grande parte das embalagens hoje em dia é feita de matéria plástica. Basta ver a estante de produtos de limpeza, por exemplo. Sinceramente, que diferença faz um punhado de sacolinhas a mais ou a menos? Sacolinhas essas que são recicláveis ou podem ser utizadas como sacos de lixo. Sublinhei o "ou", porque na prática metade das sacolinhas se rasga(va)m no trajeto mercado-casa.

Vi cálculos mirabolantes sobre quantos bueiros deixaram de ser entupidos com a proibição e cálculos não menos estapafúrdios sobre os lucros dos mercados ao negá-las aos consumidores. Em ambos os casos os números reais devem estar bem aquém dos apresentados. Li estudos pseudo-sérios mostrando que sacolas retornáveis (as de feira, por exemplo) apresentam alto grau de contaminação e que o melhor são as sacolas plásticas (ahahaha, essa foi boa também).

Fabricantes de sacolinhas de um lado, supermercados de outro, consumidores perdidos no meio do caminho. Muitos interesses em jogo e o menor deles é o meio ambiente. A questão ambiental passa pela educação, pelo uso consciente dos recursos disponíveis.

Mas educar dá trabalho.

É mais fácil proibir.

domingo, 20 de maio de 2012

Voyeurismo

Edison - 0276 - Manuel voyeur

domingo, 13 de maio de 2012

sábado, 12 de maio de 2012

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Twitter translator

Tirinha - 0274 - Twitter translator

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Mineirim

Edison - 0274 - Mineirim

quinta-feira, 3 de maio de 2012

120 milhões!!!

Edison - 0272 - 120 milhões!

Não entendeu? Clique aqui.

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Bonequinhos

Comecei por brincadeira com amigos no facebook a desenhá-los no Bitstrips, o mesmo site que uso para fazer as tirinhas. Aos poucos a coleção foi aumentando. Nem todos ficaram muito bons, mas existem algumas limitações de opções no programa (e no operador também, reconheço…)

Tirinha Águeda CançadoTirinha Ana AndradeTirinha Ana Maria FerreiraTirinha Andrea BerniniTirinha Antônio PradoTirinha Beatriz de CaroliTirinha Cintia OrlandiTirinha Clara GalanTirinha Claudia FialkovitsTirinha Cleo ToledoTirinha Daniela AllodiTirinha Edilene PouillesTirinha Edison JuniorTirinha Elaine GittiTirinha Eliana FigueiredoTirinha Enriqueta ParragaTirinha Evelyn KubotaTirinha Hans MullerTirinha Heloisa FigueiredoTirinha Irineu NegrãoTirinha Karla MeloTirinha Katia LepschTirinha Luciângela MaitaTirinha Marcia HooperTirinha Marcia R. AlvesTirinha Marcia TucaTirinha Marco BaruffaldiTirinha Maria FernandaTirinha Mariângela MillerTirinha Marina AndradeTirinha Mario NetoTirinha Marta BeneventeTirinha Neli AraújoTirinha Odilon AzevedoTirinha Roberta LarocaTirinha Rosely MartinezTirinha Rosemery DantasTirinha Rosi DucaTirinha Silvio ToledoTirinha Sueli LunettaTirinha Teresa Maria RijoTirinha Vera Alves

Related Posts with Thumbnails