segunda-feira, 28 de maio de 2012

Marca junto ou separado?

Sempre achei bobagem essas frescuras de etiqueta, do tipo um garfo para carne e um para peixe e outras do gênero, porém tem umas coisas que deveriam ser mais observadas a bem do convívio comum.

Refiro-me especificamente ao caso dos bares e restaurantes que trabalham no sistema de comandas, em que cada cliente marca o que consumiu e fecha a sua conta separadamente. Acho esse sistema bastante democrático, e que permite a quem consome menos no grupo pagar uma parte menor da conta. Cabe ao grupo decidir se vai rachar a conta igualmente ou se o aniversariante do dia paga etc.

Pode parecer frescura minha, mas acho muito chato quando o atendente pergunta: “marca junto ou separado?”. Claro, para ele é muito mais cômodo marcar junto, pois é mais fácil escrever “2 chopps” numa comanda só do que “1 chopp” duas vezes, mas deveria caber ao cliente pedir para marcar junto. Muitas vezes os clientes tomam a decisão sobre a forma de pagamento durante ou no final do encontro e não no começo, salvo quando é feito um convite em que fica implícita a situação.

Quando o atendente força uma resposta logo de saída, às vezes cria um embaraço entre os clientes. Se alguém se adiantar e pedir para marcar separado, pode passar por muquirana ou antissocial. Se pedir para juntar, pode dar a impressão de que ele vai pagar a conta. Na dúvida, pede-se para marcar junto e depois divide a conta, mas é certa a confusão com o troco.

Não sei se todo mundo sente esse constrangimento (eu não sou um bom parâmetro, sou o rei do contrangimento), mas acho que isso deveria fazer parte da etiqueta dos bares e restaurantes. Deixa o cliente tomar a iniciativa de pedir para juntar a conta. Se não falar nada, é separado, pô!

2 comentários:

Euricéfalo disse...

Adorei o texto, Júnior! Realmente a situação é embaraçosa!

Déborah Simões disse...

Adorei o texto...
Fazia tempo que não passava por aqui... :)

Related Posts with Thumbnails