sábado, 21 de abril de 2012

Já ou já já?

Já já eu respondo.

Praca-1766A língua portuguesa (ou brasileira, talvez seja mais correto referir) tem algumas coisas estranhas. Não bastasse ter uma única palavra cujo plural é feito no meio dela (qualquer / quaisquer), tem outra, "muito", cuja pronúncia não tem muito a ver com a grafia - por que diabos temos que fazer som anasalado se ele não está grafado na palavra? Desde que sou moleque me invoco com ela.

Outra esquisitisse, esta clássica, é o "pois não" e "pois sim".

"Pois não" é utilizado quando indicamos algo afirmativo:

- Me passa o saleiro?
- Pois não!

Já "pois sim" tem um claro fator negativo, ou até mesmo irônico:

- Esta CPI vai colocar muito político na cadeia!
- Pois sim...

E já que falamos em "já", existe outra coisa que tem me incomodado recentemente.

Quando pedimos que algo seja feito já, queremos dizer que tem que ser feito imediatamente:

- Venha JÁ aqui, moleque!

Por outro lado, a expressão "ja já", cuja etimologia sugere que seja um "já" ao quadrado (já²), ou seja, que é uma urgência urgentíssima, na verdade é utilizado como procrastinação de alguma ação:

- Amooor, quando você vai voltar do bar? A mamãe já chegou!
- Já já!

Esse vai demorar muinto!

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails