terça-feira, 30 de agosto de 2011

Você conhece uma família assim?

Edison - 0169 - Família Escala

Personagens modificados por sugestão do amigo Mário Junior.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Torres, torres e mais torres II

imageA revista Veja São Paulo desta semana (31/08/2011), traz um encarte especial sobre a cidade de São Bernardo do Campo. Dentre os assuntos abordados, está um que falei aqui há pouco tempo (Torres, torres e mais torres), o rápido crescimento imobiliário na região.

É verdade que alguns dados da revista são inferiores aos da minha estimativa (9.000 x 12.000 novas unidades nos últimos anos), mas a minha impressão de sobrevalorização muito rápida dos imóveis permanece a mesma. Segundo a revista, o preço do metro quadrado construído passou da média de R$ 1.974 para R$ 4.028 em apenas cinco anos.

Além disso, a infraestrutura da cidade não parece ter crescido em ritmo equivalente. Principalmente considerando-se que já havia um deficit inicial a ser compensado.

sábado, 27 de agosto de 2011

Dirran

Edison - 0168 - O craque Dirran

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Placas com resposta

É irritante quando algum engraçadinho resolve fazer graça em cima das placas ou avisos colocados por outros. Sabe aquele cara que não pode ver aviso de síndico no elevador que vai lá e escreve em cima? (bom, confesso que eu mesmo já corrigi erros de português por aí). Pois bem, o fato é que algumas placas são irresitíveis, e ficam muito engraçadas nas mãos de uma pessoa espirituosa como essas aí embaixo.

Placa com resposta 01Placa com resposta 20Placa com resposta 02Placa com resposta 03Placa com resposta 04Placa com resposta 05Placa com resposta 06Placa com resposta 07Placa com resposta 08Placa com resposta 09Placa com resposta 10Placa com resposta 11Placa com resposta 12qPlaca com resposta 13Placa com resposta 14Placa com resposta 15Placa com resposta 18Placa com resposta 16Placa com resposta 17Placa com resposta 19

Essa última eu achei a mais bonitinha.

Retiradas do site Happy Place.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Mulheres, vá entendê-las…

Edison - 0167 - Gordas e gostosas

domingo, 21 de agosto de 2011

Placas absolutamente inúteis

Placa inútil 1Placa inútil 2Placa inútil 3Placa inútil 4

Retiradas do site Happy Place.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Gente interesseira

Volta e meia a gente escuta alguém (geralmente homem) falando que caras como o Neymar e outras celebridades, vivem cercados de mulheres por causa do dinheiro que têm, e que homens com dinheiro sempre ficam mais “bonitos”. Claro que os machos e fêmeas exercem alguma atração inicial sobre o sexo oposto, que quase sempre não é algo muito profundo ou edificante. Quem não repara em alguém bem vestido ou com um carro bonito ou um perfume gostoso ou um belo rosto ou uma bela bunda ou um opulento par de glândulas mamárias ou seja lá o que for que chame a atenção externamente? Celebridades, com dinheiro ou não, também exercem atração só por serem celebridades. Dizem que fardas também. Agora, construir um relacionamento baseado unicamente nessa atração inicial é outra história. Aí, sim, é puro interesse. Ou burrice.

Edison - 0166 - Mulheres interesseiras

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Torres, torres e mais torres


Torre 02Torre 03Torre 04Torre 05Torre 06Torre 07Torre 08Torre 09Torre 10Torre 11Torre 13Torre 14Torre 15Torre 16Torre 17Torre 18Torre 19Torre 20Torre 22Torre 21Torre 23Torre 24Torre 12

Essas torres todas que você vê aí em cima estão sendo contruídas ou em lançamento ou foram recentemente entregue aos moradores, em São Bernardo, onde moro. Só aí você pode contar perto de 50 edifícios. As primeiras são fotos tiradas por mim e as demais são escaneadas de revistas de imóveis. Ao todo, nos últimos dois anos, devem ser mais de 150 novos empreendimentos. E todos com ótimas vendas.

Façamos uma conta rápida:

150 torres x 4 aptos. por andar x 20 andares x 3 pessoas por apto. = 36.000 pessoas

Isso representa um incremento de aproximadamente 4% na atual população de 800 mil habitantes, ou seja, muito além de um crescimento demográfico “normal”. Então, de onde virão essas 36.000 pessoas? De outras cidades? Não creio, afinal esse não é um fenômeno somente daqui, o mesmo ocorre em outras cidades da região e na capital. O crédito mais fácil, associado à uma demanda reprimida por imóveis nos últimos anos, pode explicar em parte esse boom.

O fato é que sempre fico desconfiado quando alguma coisa foge à normalidade (se é que alguma coisa é normal nesse país). Tá certo, tenho tendências pessimistas, mas um crescimento exagerado desses não costuma acabar bem. Especialistas garantem que não é uma bolha econômica. Especialistas, garanto eu, muitas vezes se enganam de forma especialíssima.

A facilidade de financiamento permite sonhar com alguma coisa melhor do que a que se tem hoje. Isso é uma aspiração mais do que justa e natural. Mas essa é exatamente a época em que os imóveis estão mais caros. Visitei alguns por curiosidade. Estão caríssimos. Financiamentos a longuíssimos prazos acabarão em dívidas maiores que os valores reais dos imóveis, se é que existe isso. Espero estar redondamente enganado.

Outra preocupação que tenho é que essas 36 mil pessoas estarão concentradas nas zonas centrais da cidade, nas quais ainda não vi nenhuma obra de aumento da infraestrutura, principalmente da capacidade da rede de esgotos. Imagina quando todos se puserem a cagar?

Related Posts with Thumbnails