quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Você concorda comigo que…?

A língua portuguesa de tempos em tempos é tomada de assalto por expressões e manias que irritam.

Passada (passou?) a onda telemarquetística de conjugar os verbos no futuro do gerúndio (“eu vou estar fazendo”), percebo surgir algo novo no horizonte. Tenho notado que várias pessoas iniciam uma argumentação com a frase “você concorda comigo que…?”

Esse início de frase é completado por um fato óbvio (para a gente concordar), seguindo-se geralmente um monte de outros que na maior parte das vezes ou é falso ou, na melhor das hipóteses, não tem nada a ver com a primeira pergunta. Além de um vício de linguagem, isso pode ser classificado como uma falácia.

Pensando bem, isso não é falácia não. Falácia pressupõe uma elaboração na argumentação. É só vício mesmo. Você concorda comigo?

3 comentários:

mara* disse...

Concordo meu caro. Infelizmente o telemarquetismo ainda existe, convivo com ele quase que diariamente. E também lembrei da odiosa onda do 'a nivel de'....

beijos

Emmanuella disse...

Até que não ouço disso por aqui, mas aqui em Rio Verde o povo tem uma mania terrível de começar TODAS as frases com "Deixa eu te falar,..." (alterado pra "Deixa eu te perguntar,..." se for uma pergunta), seguido pelo quer que seja. É irritante e eu sempre interrompo com um "não". Ha.

Edison Junior disse...

Ahahaha, Manu! Então, deixa eu te falar, eu conheço um cara que tem essa mania de começar as frases assim e eu também sempre respondo "sim" ou "não".

Related Posts with Thumbnails