sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Prêmio Ig Nobel

Ig NobelO Prêmio Nobel todo mundo conhece. A Fundação Nobel criada pelo industrial sueco Alfred Nobel, inventor da dinamite, distribui anualmente prêmios para pessoas que deram alguma contribuição importante para o mundo. Além da honraria propriamente dita, há um prêmio em dinheiro, hoje da ordem de 1 milhão de euros. Em seu testamento original eram apenas cinco os prêmios (Literatura, Física, Química, Paz e Medicina/Fisiologia), porém a Fundação criou postumamente um sexto prêmio, a ser entregue a um Economista de destaque – imagino que a ideia tenha partido de um economista membro da Fundação (afinal o que um cientista maluco ou escritor pobretão vai fazer com essa grana toda? aposto que vai gastar tudo…)

Paralelamente, há uma espécie de paródia do Prêmio Nobel, chamada Prêmio Ig Nobel (lê-se ignobél). Distribuído desde 1991, na Universidade de Harvard, conta entre os  membros da comissão julgadora com vários laureados pelo Nobel original e outros cientistas de renome. A ideia é premiar as descobertas que “não podiam, ou não deviam, ser reproduzidas”, as chamadas “Pesquisas Improváveis”. Além das categorias premiadas pelo Nobel, o Ig Nobel premia também Engenharia, Biologia, Nutrição, Pesquisa Interdisciplinar e outras.

Muitas escolhas parecem apenas gozação do grupo, principalmente os de Economia, como por exemplo quando eles premiaram “Michael Robert Milken, titã de Wall Street e pai do Junk Bond, a quem o mundo está em débito”, mas na maioria das vezes são cientistas que desenvolveram pesquisas sérias e que estão ali porque num primeiro momento seus objetos de pesquisa provocaram no mínimo um sorriso ou estranheza.

O Ig Nobel recebe muitas críticas furibundas de pessoas que se sentem ofendidas, mas a grande maioria leva na esportiva e muitos até vão à cerimônia buscar o prêmio ou mandm representantes. Houve até um caso, o do cientista russo André Geim, que recebeu o Ig Nobel em 2000 e o Nobel em 2010.

Por fim, se não há ainda um brasileiro que tenha ganho o Prêmio Nobel, podemos nos orgulhar de já termos um Ig Nobel, em 2008, quando Astolfo Gomes de Mello Araújo e José Carlos Marcelino receberam o Ig Nobel de Arqueologia, por demonstrarem que os tatus podem misturar os vestígios em um sítio arqueológico. Brasil-il-il!

Quem quiser ver a lista completa dos laureados e suas respectivas decobertas, pode clicar aqui ou aqui ou aqui. Na lista abaixo, coloquei as que eu considero mais significaticas para a humanidade (e que me provocaram lágrimas de tanto rir). Tome fôlego e boa leitura!

1991

Biologia: Robert Klerk Graham, seleccionador de sementes e profeta da propagação, pelo seu desenvolvimento pioneiro do "Banco da Escolha Germinal", Repository for Germinal Choice, um banco de esperma que aceita doações apenas de laureados com o Nobel e medalhistas olímpicos.

Paz: Edward Teller, pai da bomba de hidrogênio e principal apologista do Programa Star Wars, pela sua vida dedicada a alterar a paz como a conhecemos.

1992

Arqueologia - Eclaireurs de France, grupo de escoteiros, removedores de grafite, por apagarem as antigas pinturas rupestres das paredes da gruta de Mayrière supérieure, perto da aldeia francesa de Bruniquel, pensando que eram "pichações".

1993

Medicina: James F. Nolan, Thomas J. Stillwell, e John P. Sands Jr., homens de medicina misericordiosa, pela sua dolorosa pesquisa "Gestão Aguda de Pênis Presos no Zíper" (Acute Management of the Zipper-Entrapped Penis).

1994

Entomologia - Robert A. Lopez de Westport, Nova Iorque, destemido veterinário e amigo de todas as criaturas grandes e pequenas, pela sua série de experiências na obtenção de parasitas dos ouvidos de gatos, inserindo-os no seu próprio ouvido e observando e analisando cuidadosamente os resultados.

1995

Física - D.M.R. Georget, R. Parker, e A.C. Smith do Instituto de Pesquisa Alimentar (Institute of Food Research) de Norwich, Inglaterra, pela sua análise rigorosa de flocos de cereais de café da manhã empapados. A análise foi publicada no relatório "Um estudo do efeito do conteúdo de água no comportamento de compactação de flocos de cereais de café da manhã" (A Study of the Effects of Water Content on the Compaction Behaviour of Breakfast Cereal Flakes).

1996

Saúde Pública - Ellen Kleist de Nuuk, Groenlândia e Harald Moi de Oslo, Noruega, por seu relatório médico preventivo "Transmissão de Gonorréia Através de uma Boneca Inflável" (Transmission of Gonorrhea Through an Inflatable Doll).

1997

Meteorologia - Concedido a Bernard Vonnegut da State University of New York at Albany, por sua reportagem, "Depenagem de Galinhas Como Meio de Medir a Velocidade do Vento de um Tornado ("Chicken Plucking as Measure of Tornado Wind Speed").

1998

Estatística - Concedido a Jerald Bain do Mt. Sinai Hospital em Toronto e Kerry Siminoski da University of Alberta, por seu cuidadosamente medido estudo, "A Relação entre Altura, Comprimento Peniano e o Tamanho do Pé" ("The Relationship Among Height, Penile Length, and Foot Size.").

1999

Cuidados Médicos - Concedido aos falecidos George Blonsky e Charlotte Blonsky de Nova Iorque e San Jose (Califórnia), por inventar um dispositivo para ajudar mulheres durante o parto - a mulher é amarrada em uma mesa circular e então a mesa é girada em alta velocidade.

2000

Ciências da Computação - Para Chris Niswander de Tucson, por inventar PawSense, software que detecta se um gato passa por cima de um teclado de computador.

2001

Física - Para David Schmidt da University of Massachusetts, pela sua explicação do efeito da cortina do chuveiro: uma cortina de banheiro tende a fletir para dentro durante o banho.

Biologia - Para Buck Weimer de Pueblo (Colorado) por inventar Under-Ease, roupa interior com um filtro substituível de carvão que remove a flatulência antes que os gases se escapem.

Economia - Para Joel Slemrod, da University of Michigan Business School, e Wojciech Kopczuk, da University of British Columbia, por concluírem que as pessoas encontram sempre modo de adiar a sua morte se isso lhes trouxer benefícios fiscais a nível do imposto sucessório.

Tecnologia - Para John Keogh da Austrália, por patentear a roda em 2001, e para o Australian Patent Office por lhe conceder a Innovation Patent #2001100012.

2002

Literatura - Conjuntamente para Vicki L. Silvers da University of Nevada-Reno e David S. Kreiner da Central Missouri State University, pelo seu colorido relatório "The Effects of Pre-Existing Inappropriate Highlighting on Reading Comprehension." ("Os Efeitos de Marcação de Texto Inapropriada Já Existente na Compreensão da Leitura")

2003

Pesquisa Interdisciplinar - Stefano Ghirlanda, Liselotte Jansson, e Magnus Enquis da Universidade de Estocolmo, pela pesquisa "Galinhas Preferem Humanos Bonitos."

Biologia - C.W. Moeliker, do Natuurmuseum de Rotterdam, documentando o primeiro caso cientificamente gravado de "necrofilia homossexual de um pato".

2004

Paz - Daisuke Inoue de Hyogo Prefecture, Japão, por inventar o karaoke, através disso oferecendo uma maneira inteiramente nova de as pessoas aprenderem a tolerar umas às outras.

2005

Paz: Claire Rind e Peter Simmons, da University of Newcastle, Reino Unido, pelo monitoramento elétrico da atividade cerebral de uma lagosta, enquanto ela assistia a uma seleção dos melhores momentos de "Guerra nas Estrelas".

2006

Medicina: Francis M. Fesmire, da University of Tennessee College of Medicine, por seu estudo médico Termination of Intractable Hiccups with Digital Rectal Massage ("Interrupção de soluços incuráveis com massagem retal digital"); e Majed Odeh, Harry Bassan e Arie Oliven, da Bnai Zion Medical Center, Haifa, Israel, por seu subsequente estudo médico também intitulado Termination of Intractable Hiccups with Digital Rectal Massage ("Interrupção de soluços incuráveis com massagem retal digital").

2007

Linguística: Juan Manuel Toro, Josep B. Trobalon e Nuria Sebastian-Galles, por descobrirem que ratos não podem distinguir entre gravações em japonês e holandês, quando são tocadas de trás para frente.

Medicina: Dan Meyer e Brian Witcombe, por investigarem os efeitos colaterais de engolir espadas.

Paz: O Laboratório Wright, da Força Aérea dos Estados Unidos, em Dayton, Ohio, por sugerir a pesquisa e o desenvolvimento de uma "bomba gay", que poderia fazer com que soldados das tropas inimigas se tornassem sexualmente atraídos uns pelos outros.

2008

Biologia: Marie-Christine Cadiergues, Christel Joubert e Michel Franc, pela descoberta de que as pulgas que vivem nos cães pulam mais alto do que as que vivem nos gatos.

Economia: Geoffrey Miller, Joshua Tyber e Brent Jordan, por descobrirem que dançarinas de strip tease ganham mais dinheiro nos períodos de fertilidade.

Medicina: Dan Ariely, por demonstrar que placebos caros são mais eficientes do que placebos baratos.

2009

Medicina veterinária: aos pesquisadores Catherine Douglas e Peter Rowlinson da Universidade de Newcastle, no Reino Unido, por provarem que vacas que possuem nomes dão mais leite que aquelas não “batizadas” por seus donos.

Medicina: ao americano que estalou as juntas dos dedos de sua mão esquerda, mas não os da direita, todos os dias por mais de 60 anos. O objetivo era investigar uma possível causa de artrite.

2010

Física: Lianne Parkin, Sheila Williams, e Patricia Priest da Universidade de Otago, pela demonstração de que os caminhos pedestres com gelo, no inverno, apresentam menor taxa de quedas e escorregamentos para quem use meias por cima dos sapatos.

Paz: Richard Stephens, John Atkins, e Andrew Kingston da Universidade de Keele, Reino Unido, por confirmarem a informação de que os palavrões aliviam a dor.

2011

Medicina: Mirjam Tuk, Debra Trampe e Luk Walrop, junto com Matthew Lewis, Robert Pietrzak, David Darby e Paul Maruff, por demonstrarem que as pessoas tomam as melhores decisões sobre determinados tipos de coisas – mas decisões piores sobre outros tipos de coisas, quando eles estão apertadas para urinar.

Matemática: Dorothy Martin (que previu que o mundo iria terminar em 1954), Pat Robertson (que previu que o mundo iria terminar em 1982), Elizabeth Clare Prophet (que previu que o mundo iria terminar em 1992), Lee Jang Rim (que previu que o mundo iria terminar em 1992), Credonia Mwerinde (que previu que o mundo iria terminar em 1999) e Harold Camping (que previu que o mundo iria terminar em 1994 e depois previu que o mundo iria terminar em 21 de outubro de 2011), por ensinarem ao mundo a ser cauteloso ao fazer suposições e cálculos matemáticos.

2 comentários:

Marília disse...

1999
Cuidados médicos

Fantástico! Como se já não bastasse a ansiedade do momento, só faltava a parturiente girar a toda a velocidade amarrada numa cama!Haja labirintite!
Prêmio bem merecido.

mara* disse...

'A Relação entre Altura, Comprimento Peniano e o Tamanho do Pé'

Esse estudo é antigo, já na minha adolescência discutia-se essas possibilidades...existia também a relação entre o volume do corpo do sujeito e o tamanho do dito cujo...rs...as grandezas eram inversamente proporcionais, assim como a do atleta bombadinho e a sua barriga de tanquinho.

Valeu pelas boas risadas, a semana começa mais leve.

Beijão.

Related Posts with Thumbnails