terça-feira, 2 de novembro de 2010

Museu da Língua Portuguesa

2010-11-02 Museu Língua Portuguesa - IngressoAproveitei o feriado hoje para ir a um lugar que há tempos planejo, planejo, mas nunca dava certo, o Museu da Língua Portuguesa. Instalado em um marco histórico da cidade de São Paulo, a Estação da Luz, ocupa três andares do prédio que passou por um cuidadoso processo de restauro e adaptação para receber o museu, inaugurado em 2006. Por apenas R$ 6 (inteira) e acesso super fácil pelo metrô, é um passeio imperdível que pretendo repetir. O acesso e circulação interna podem ser feitos por escadas ou elevadores, com total acessibilidade.

Começamos pelo Auditório, no terceiro andar, onde assistimos a um filminho de 10 minutos que fala sobre as línguas de forma geral e sua importância na história da humanidade. A seguir, a parte mais legal, somos encaminhados para um salão, a Praça da Língua, em que ficamos submersos em algumas das poesias e textos mais significativos da língua portuguesa. Oswald de Andrade, Camões, Fernando Pessoa, Machado de Assis, Gregório de Matos e outros. Simplesmente arrepiante.

No segundo andar, encontramos a Grande Galeria, um telão de 106 metros de comprimento com projeções de filmes que mostram a Língua Portuguesa no cotidiano e na história de seus usuários; tem também a seção Palavras Cruzadas, totens dedicados às influências das línguas e dos povos que contribuíram para formar o Português falado no Brasil; a Linha do Tempo, mostrando a origem e a evolução da Língua Portuguesa, o Beco das Palavras, uma sala muito legal com jogo que permite ao visitante brincar com a criação de palavras, conhecendo suas origens e significados; a História da Estação da Luz; e o Mapa dos Falares, em que se pode ouvir os diversos “falares” do brasileiro.

Por fim, o primeiro andar é inteiramente dedicado ao poeta português Fernando Pessoa. Trata-se de uma exposição temporária, que vai até 30 de janeiro.

Fernando Pessoa

Terminada a visita, pode-se ainda aproveitar e dar uma esticada na Pinacoteca do Estado e no Parque da Luz, para isso basta atravessar a rua. Como já estava meio tarde, deixei essas duas atrações para outra ocasião, mas não resisti e dei uma entrada na própria Estação da Luz, um prédio construído pelos ingleses no início do século XX, com a estrutura metálica importada da Inglaterra. Essa estação teve importância fundamental no crescimento do estado de São Paulo, pois foi graças a isso que ele passou a exportar o café e outros produtos aqui produzidos diretamente através do Porto de Santos, diminuindo a dependência da então capital, o Rio de Janeiro.

2010-11-02 Estação da Luz 01

2010-11-02 Estação da Luz 04

Enfim, o passeio valeu a pena. Afinal, “tudo vale a pena quando a alma não é pequena” (*).


(*) Fernando Pessoa

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails