domingo, 7 de março de 2010

Enchentes

Como eu já comentei em outro post neste sítio, enchente não é um problema novo em São Paulo. Permito-me recordar o que escrevi lá atrás:

“Os índios que por aqui viviam chamavam a terra de Piratininga, que na linguagem tupi quer dizer ‘terra do peixe seco’.
Pois é, peixe seco, porque após as chuvas e o consequente alagamento das várzeas do Tietê e seus afluentes, sobravam os peixes que não conseguiram voltar a tempo para o leito dos rios. Veja que notável: já houve peixes nesses rios!
As enchentes ocorrem porque o Tietê, que fica a menos de 100 km do mar, prefere correr lentamente para o outro lado, em direção ao interior do estado. De fato, deve ser um dos poucos rios do mundo que não correm para o mar.”

E, para não ficar apenas na memória indígena, seguem abaixo algumas fotos curiosas que recebi para confirmar que enchente não é novidade nessas terras piratiningas.

Enchentes - Av. Nove de Julho

Enchentes - Marginal Tietê - 1960

Enchentes - São Paulo 1956

Enchentes - São Paulo 1957

Enchentes - Túnel do Anhagabaú - 1963

Enchentes - Túnel do Anhagabaú - 1967

Enchentes - Vale do Anhangabaú - 1967

De positivo das últimas enchentes ficaram as tradicionais piadinhas que a gente sempre faz da própria desgraça:

  • Se a São Silvestre fosse agora, o César Cielo ia humilhar!
  • Depois do airbag, os coletes salva-vidas são os opcionais mais importantes nos carros de Sao Paulo.
  • O melhor serviço de entrega em São Paulo é o do Submarino.
  • Ninguém passa fome em São Paulo; bolinho de chuva é o que não falta.
  • Quem acha que a água do mundo está acabando não mora em São Paulo.
  • Tem carioca morrendo de inveja; agora São Paulo tem dois mares: Mar Ginal Tietê e Mar Ginal Pinheiros
  • Fagner para Kassab: “Quem dera ser um peixe para em teu límpido aquário mergulhar...”
  • O Lula está lançando a Balsa-Família pra ajudar São Paulo!
  • Pelo menos a SABESP cumpriu o prometido: água e esgoto na casa de todo mundo.
  • Depois de tanta chuva, Kassab anunciou a construção da hidroelétrica do Anhangabaú.
  • Em São Paulo não se fala mais direita e esquerda... Agora é bombordo e estibordo!
  • Em São Paulo o Kassab não pode ser caçado, só pescado!

A propósito, preparem-se para as águas de março.

3 comentários:

Daniel disse...

Caramba nunca imaginei que São Paulo passasse por isso há tanto tempo assim.

E creio que vai continuar por muitos anos, primeiro pq os politicos não se interessam realmente em mudar e a população muito menos, pois continuam jogando lixo nas ruas e nos rios.

Uma vez passou na TV que Toquio já sofreu muito com isso e depois da realização de obras e principalmente a concientização da população, ajudaram a não ter mais problemas de enchentes. Mais detalhe, lá no Japão, você não vê um papel de bala na rua. Já em São Paulo.....

Excelente post.

Abraço

Sueli disse...

Edison,
Se o Tom Jobin fosse vivo e morasse em Sampa (ou ao mesno viesse pra cá de vez em quando), iria reescrever "Águas de Março" ... agora ele diria: é pau, é pedra, é saco de lixo, é entulho, é garrafa, copo e saco de plástico, é móvel estragado, é pneu velho ... é o fim do caminho!
Su

Edison Junior disse...

É o fim da picada!

Related Posts with Thumbnails