segunda-feira, 1 de março de 2010

Chuva nostálgica

Saí cedo hoje como faço todo santo dia.
Chovia. Como tem chovido quase todo dia.
Porém, alguma coisa estava meio fora de tom.
Chovia macio, tinha até um barulho bom.
Não, não era a mesma chuva que tem caído sempre.
Chovia diferente. Chovia como antigamente.


Talvez, como a chuva da roseira do Tom, boa, prazenteira, que molhava a terra, que limpava o céu, que trazia o azul…

Registro da gravação do álbum Elis & Tom, de 1974.

Um comentário:

Fernando Lessa disse...

Linda poesia, complementada por uma música insubstituível!

Related Posts with Thumbnails