terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Como surgem os caga-regras

Não existe formação específica para cagar regras. Não há vestibular, faculdade, sequer curso técnico. É quase um processo de geração espontânea dentro da organização.

Quando surge uma necessidade, como no caso da implantação de programas como ISO 9000, por exemplo, os potenciais caga-regras são "voluntariamente" pinçados pela gerência da empresa dentre os empregados que estavam mais ou menos desocupados no momento. Se possível, escolhem aqueles com perfil altamente burocrático, pois essa é a principal característica da atividade de cagar regras. Outro critério adotado pelo chefe é escolher um cara que ele não goste ou que tenha problemas de relacionamento com os colegas. Ter exercido a função sobre a qual irá legislar é desejável, porém não mandatório, pois tal qual deputados e senadores, o caga-regras pode legislar sobre tarefas as quais não ele tem a mínima idéia de como devem ser executadas.

Ao lhes ser atribuída a nova função, os futuros caga-regras continuam exercendo sua função anterior em meio expediente, mas aos poucos vão se distanciando da organização principal, constituindo um mundo à parte, não apenas desfalcando sua área antiga de um funcionário (ele próprio), mas também criando procedimentos que geralmente aumentam o serviço dos que ficaram, os carregadores de piano, os quais passarão a detestá-lo por isso. Como a chefia também não gosta muito dele, caso contrário não o teria designado para tão abjeta atividade, tampouco lhes concede aumentos de salário. Portanto, caga-regras costumam ganhar muito mal.

Por outro lado, alguns poucos caga-regras destacam-se em sua função, demonstrando um amor tão incondicional pelos procedimentos que acabam promovidos a... auditores.

Gráfico atividades - Caga-regras
A meta da organização caga-regra é que todas as atividades da empresa possam ser descritas de tal maneira que qualquer imbecil com salário mais baixo, que saiba ler instruções simples, possa fazer o serviço de um empregado muito mais experiente (e com salário mais alto).

Leia a primeira parte desse texto em Governança Corporativa.

2 comentários:

Pedro Gobett disse...

Muito interessante seu texto! Já conecia o termo caga-regras de outros tempos mas sequer poderia imaginar sua origem.
Parabéns!
Abçs

Edison Junior disse...

Muito obrigado pela visita, Pedro, mas um esclarecimento é necessário: o texto acima não tem caráter de pesquisa científica sobre o tema, são apenas observações de muitos anos dentro do chamado "mundo corporativo". Abraços!

Related Posts with Thumbnails