sexta-feira, 31 de julho de 2009

A Dieta do Engenheiro

Como vocês devem ter notado, o mostrador do arrobômetro aí ao lado recuou um pouco.

Ham, ham…

Seria muito fácil para mim colocar a culpa no meu baleado joelho, que me impediu de andar o tanto quanto eu gostaria.

Também não vou responsabilizar a Dieta do Engenheiro, recebida por e-mail de um colega de agruras, a qual reproduzo na íntegra:


Dieta do Engenheiro

Já que NINGUÉM segue a dieta da Nutricionista, fiquem com a do Engenheiro! Eu sempre repito que os engenheiros são objetivos e brilhantes.

Pelas leis da termodinâmica, todos nós sabemos que uma caloria é a energia necessária para aquecer 1g de água de 21,5ºC para 22,5ºC. Não é necessário ser nenhum gênio para calcular que, se o ser humano beber um copo de água gelada (200ml ou 200g), aproximadamente a 0°C , necessita de 200 calorias para aquecer em 1°C esta água. Para haver o equilíbrio térmico com a temperatura corporal, são necessárias então aproximadamente 7.400 calorias para que estes 200g de água alcancem os 37ºC da temperatura corporal (200 g X 37ºC ). E, para manter esta temperatura, o corpo usa a única fonte de energia disponível: a gordura corporal. Ou seja, ele precisa queimar gorduras para manter a temperatura corporal estável.

A termodinâmica não nos deixa mentir sobre esta dedução. Assim, se uma pessoa beber um copo grande de aproximadamente 400ml, na temperatura de 0ºC de cerveja, ela perde aproximadamente 14.800 calorias (400g x 37ºC). Agora, não vamos esquecer de descontar as calorias da cerveja, aproximadamente 800 calorias para 400g.

Passando a régua, tem-se que uma pessoa perde aproximadamente 14.000 calorias com a ingestão de um copo de cerveja gelado. Obviamente quanto mais gelada for a cerveja maior será a perda destas calorias.

Como deve estar claro a todos, isto é muito mais efetivo do que, por exemplo, andar de bicicleta ou correr, nos quais são queimadas apenas 1.000 calorias por hora. Amigos, emagrecer é muito simples, basta beber cerveja bem gelada, em grandes quantidades e deixarmos a termodinâmica cuidar do resto.

Saúde a todos!
Já pro boteco... malhar!!!


O raciocínio do engenheiro que elaborou isso está até correto, mas a dieta contém um erro de unidades crucial que, felizmente, notei a tempo e me impediu de colher resultados ainda mais catastróficos. É por isso que caem algumas estruturas aqui e acolá.

O erro está no seguinte, podem ir conferir na embalagem dos alimentos, a quantidade de calorias que elas informam trata-se, na verdade, de kilocalorias, ou seja, 400 gramas de cerveja contêm, de fato, 800.000 calorias!

Quod erat demonstrandum.

Não sei se é um caso a ser levado a conhecimento do CREA ou do CRN.

Concluindo, e retomando o assunto inicial, a culpa pelo recuo do arrobômetro é única e exclusivamente minha e das minhas (merecidas) férias. Comi bem. E coisas muito gostosas. Doces, chocolates, frituras, pizzas, pastéis, vinho, cachaça… e umas porcarias como verduras e legumes.

Férias é bom, né? E o preju não é só no bolso, é na barriga também. Mas, tudo bem, ainda tenho 5 meses para cumprir meu objetivo.

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails