quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

As duas partes


Conheci certa vez um representante comercial de uma empresa, que me contou a seguinte historinha de quando ele começou a trabalhar lá.

A empresa em questão pertence a um velho político paulista, desses com fama de “rouba, mas faz” e "estupra mas não mata", e era tocada por seus dois filhos. Não me peçam para citar nomes, já falei demais.

A entrevista final para admissão foi justamente com os dois filhos do dono. Ao falar sobre as políticas da empresa, um deles explicou:

- Saiba que um dos princípios básicos da nossa organização é que em toda negociação as duas partes têm que sair ganhando!

O candidato animou-se a dar um aparte:

- Entendo, tanto a empresa quanto o cliente têm que sair ganhando, correto?

- Não, você não entendeu. Quando falo em duas partes quero dizer meu irmão e eu.

Um comentário:

Mário Júnior disse...

"Meu irmão e eu". Quanto cinismo! :P

Aprenderam com o pai...

Related Posts with Thumbnails