terça-feira, 21 de outubro de 2008

Coisas da política interiorana


Era uma vez um advogado do PT da época das greves chamado Maurício Soares. Candidatou-se pelo partido a prefeito nas eleições municipais de 1988 e foi eleito com facilidade. Fez uma boa administração.

Por isso, quando se candidatou novamente em 1996 foi eleito fácil, dessa vez pelo PSDB. O mesmo ocorreu em 2000 quando foi reeleito pelo PPS. Nessa última concorreu com Vicentinho que disputava pelo PT.

Durante a campanha, Vicentinho denunciou que havia uma trama em que, após eleito, Maurício Soares renunciaria e seu vice Dr. Dib assumiria a prefeitura. Se ele chegou a dizer isso mesmo eu não ouvi, mas a renúncia de Maurício Soares realmente ocorreu por "problemas de saúde". O Dr. Dib assumiu e candidatou-se à reeleição em 2004 contra o mesmo Vicentinho. Ganhou.

Nas eleições deste ano ocorre o seguinte: Maurício Soares agora apóia o candidato do PT, Luiz Marinho, e o Dr. Dib faz campanha pelo candidato do PSDB, Orlando Morando. A terceira força que havia, Alex Manente do PPS, apóia agora no segundo turno o candidato do PT. Estranhei um pouco isso, pois seu pai, Otávio Manente, um dos candidatos a vereador mais votados, fazia parte do gabinete do Dr. Dib até dois anos atrás.

Uma explicação poderia ser o se fala à boca pequena. Luiz Marinho, virtualmente eleito, tem ambições políticas bem mais altas no governo Lula. Seu vice, o forrozeiro Frank Aguiar (!?), também. Na ausência dos dois, assumiria o presidente da Câmera dos Vereadores, que tem grande chance de ser o Otávio Manente.

Fantasioso, mas faz sentido. A conferir. Não creio que o PT largue o osso assim fácil.

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails