sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Moto-taxi


Ainda não vi em São Paulo e região, mas já vi na Bahia e em Taubaté: a moto-taxi.

Funciona igualzinho ao taxi que a gente conhece. Pode-se pegar uma no ponto ou ligar e pedir para irem pegar em casa. O motoqueiro chega, dá um capacete ao passageiro e o leva aonde ele quiser por um preço super-módico. Deve ser o disk-moto-taxi.

Tem que ter muita coragem!

A gente vê como alguns motoqueiros dirigem por aí. Imagina subir na garupa de um que você não conhece. Recomenda-se levar um estoque de cuecas sobressalentes (ou calcinha, é claro).

Mas coragem mesmo precisa ter para pôr o capacete. Ele deve ter passado por mais cabeças do que a tesoura do meu barbeiro. O cara que usa um capacete desses pode ficar um mês sem passar gel no cabelo...

Tenho um conhecido que usa o serviço em Taubaté. Questionei-o sobre a higiene do capacete e ele me disse que, se você pedir, eles fornecem uma touquinha para proteger o cabelo. Mas só se pedir. Ah, bom!

Na Bahia, mais particularmente em Dias D’Ávila, por sinal a cidade onde nasceu Raul Seixas, tirei essa foto em um ponto de moto-taxi:

AA - 2001 The Flesh

The Flesh! No rodapé da placa está escrito "Só Jesus salva". Até confio no poder d’Ele, mas, sinceramente, prefiro ir a pé.

4 comentários:

Marília disse...

Nos idos de 1988, eu vi esse serviço de moto taxi em Guayara Merim, na Bolívia, à beira do rio Mamoré.
No lado brasileiro, está
Guajará-Mirim, onde o Ricardo ficou um ano servindo o exército como médico de fronteira.
As motos de lá caíam aos pedaços, tadinhos!

Waldomiro Lessa disse...

Em Londrina tem isso também. Concordo quanto ao uso do capacet,.mas no interior o perigo é muito menor. E o preço então,a última vez que soube girava em torno de 1 ou 2 reais a "corrida". Não dá para nao usar.

Fernando Lessa disse...

JR. Tem mais moto-taxi do que táxi em Assis, é um barato. Quero um dia tomar um para ver como fica.

Junior disse...

Não se esqueça de pedir a touquinha...

Related Posts with Thumbnails