quarta-feira, 25 de junho de 2008

Guerra Santa


Pouca gente está prestando atenção, eu pelo menos não o sabia, mas Paulo, o santo, será o novo padroeiro da cidade de São Paulo, desbancando Sant’Ana, até então dona do posto.

Começa que eu nunca soube que a padroeira de São Paulo fosse Sant’Ana. E creio que se fizessem uma pesquisa, somente 1% da população saberia disso e 49% achariam, como eu, que sempre tivesse sido Paulo. Os demais 50% responderiam que é o Lula, pensando que fosse mais uma pesquisa eleitoral.

Para amenizar, a igreja diz que os dois serão co-padroeiros, porém, como se trata de uma instituição de cunho e constituição reconhecidamente machistas, já podemos imaginar quem vai ser o ban-ban-ban do pedaço.

Daí que os moradores do bairro de Santana, um simpático bairro da zona norte da cidade, não estão dispostos a aceitar essa demoção de cargo sem uma boa briga e começam a protestar. E como Sant’Ana é também a padroeira da terceira-idade, conta também com a torcida ferrenha do pessoal mais velho. Consta, ainda, que a gente do bairro da Penha os apóia na campanha.

Não sei que tipo de manifestações essa decisão irá gerar, espero que não dê origem a cruzadas de fiéis pela cidade, como se fosse uma versão belicosa das procissões de Corpus Cristi. A conferir.

Considerando-se que esse tipo de despacho é feito sempre com a concordância do Papa, suspeito que Sua Santidade esteja um tanto desocupado ultimamente. Talvez porque não existam mais almas a ser salvas, o que nos leva a duas possíveis conclusões: ou já estão todas salvas ou já estão todas perdidas.

De minha parte espero que Paulo e Ana, santos que são, estejam pouco se lixando para quem leva o trono. Acredito até que estejam se divertindo. Amém.

E também espero que Paulo, com suas novas atribuições, não desampare aquele simpático time do Morumbi.

Em tempo, mais uma deliciosa notícia: foi designado o padroeiro da internet, Santo Isidoro de Sevilha, escolhido em uma votação aberta na rede. Isso é que é coisa democrática! Agora pelo menos teremos a quem rezar quando essa m... der pau de novo!

2 comentários:

Marília disse...

Depois de ler sobre essa Guerra Santa, ontem à noite fui resolver uns problemas na revista A Recreativa e dei de cara com esta pergunta:
"Santo espanhol, nascido em Sevilha, proposto padroeiro dos usuários da internet".
E eu sabia do São Isidoro!
Sugiro mudar a categoria desta notícia para Utilidades Culturais.

Fernando Lessa disse...

Junior,

GE-NI-AL!!!!

Eu também não sabia de nada disso e só espero que o Santo Paulo não abandone o nosso Morumbi.

De resto assino em baixo de todas suas inteligentíssimas colocações.

Related Posts with Thumbnails