quinta-feira, 24 de abril de 2008

Reconsiderações


Sempre achei engraçadas, ridículas até, aquelas pessoas que levam carrinhos de feira e sacolas aos supermercados.

Desde que as campanhas ecológicas passaram a nos dizer que os sacos plásticos levam 1000 anos para começar a se decompor (como será que mediram isso?), passei a considerar melhor essas pessoas, porém não me via fazendo a mesma coisa, pelo menos de forma voluntária, por vergonha e um pouco de preguiça.


Isso terá que ser uma prática generalizada e, de preferência, espontânea. Será?

Sim, porque o próximo passo seria os supermercados passar a cobrar pelo fornecimento das sacolas (leio na coluna do Ivan que uma grande rede já faz isso na Inglaterra) – claro que aqui só funcionaria se todos os estabelecimentos fizessem isso de comum acordo, porém sempre teria um esperto que daria os sacos “de grátis” para atrair clientes. Ou um governo paternalista de plantão emitir uma lei que proíba o uso dos ditos saquinhos plásticos.

Um dia, porém, imaginei-me carregando as tais sacolas de feira, entrando com elas vazias debaixo do braço no mercado e saindo com elas cheias... opa!

Explico o “opa”, pois foi exatamente a sensação que tive. Para entender, é necessário contar passo a passo o processo pelo qual eram submetidas as mercadorias compradas por mim após chegar ao caixa com o carrinho:

- retirar produto por produto do carrinho e passar pelo caixa
- embalá-los separadamente por tipo (materiais de limpeza, congelados etc.) e colocá-los nos saquinhos plásticos
- colocar de volta no carrinho, tomando cuidado para não colocar coisas pesadas sobre coisas frágeis (*)
- levar o carrinho até o estacionamento e colocar as sacolas no porta-malas do carro, em ordem inversa à que estão arrumadas no carrinho, ou seja, temos que dar um jeito de tirar as coisas pesadas que estejam por baixo das leves para colocá-las antes no porta-malas
- chegando em casa, retirar as sacolas do porta-malas, colocar no carrinho do condomínio de novo enfrentando o quebra-cabeça de pegar primeiro as coisas pesadas (que estão por baixo, lembre-se) para colocá-las antes no carrinho
- subir com o carrinho e tirar as sacolas em casa
- levar o carrinho de volta para a garagem

A perda de tempo e a ineficiência do processo sempre me irritaram, principalmente porque normalmente me roubavam minutos preciosos aos sábados, que como todos sabemos é um dos dois dias úteis da semana.

Ao imaginar esse processo usando as sacolas de feira, percebi que poderia ganhar muito tempo na operação, pois só preciso me preocupar em como guardar as compras na sacola uma única vez – e não três como mostrado acima. Além disso, não preciso mais do carrinho do condomínio, o que me poupa o trabalho de levá-lo de volta à garagem.

Resolvi tentar e pude constatar um ganho de uns 15 minutos, sem brincadeira! Pense bem, 15 minutos por sábado representam 1 hora por mês, ou meio dia por ano!

Continuo achando ridículas as sacolas de feira, mas para quem me olha torto, eu de quebra faturo no marketing pessoal, pois posso dizer que faço isso porque estou preocupado com a Natureza. Na verdade também estou, é claro, mas é quase como um benefício que veio agregado.



(*) Desenvolvi uma classificação de mercadorias para ajudar no processo de arrumação, dividindo-as em quatro categorias:
- artigos leves e sem resistência: verduras, pães etc. (sempre ficam por cima)
- artigos pesados e resistentes: vidros, embalagens plásticas etc. (esses sempre vão por baixo)
- artigos leves, porém resistentes, sobre os quais posso colocar peso: papel higiênico etc.
- artigos pesados, porém frágeis: ovos, frutas etc. (esses são os mais difíceis de ajeitar)
Mas não vou me estender muito nessa teoria, se não você pode pensar que eu sou louco...


3 comentários:

Tiago disse...

Junior,

Suas descrições do cotidiano são hilárias!!

Abraços,
Tiago

P.S. Compre uma sacola escrita: "Amigo do Ornitorrinco". Assim não precisa nem explicar o porque de estar usando as sacolas da natureza.

Marília disse...

Volto já. Fui comprar minha sacolinha de lona.

Marília disse...

Hoje, dia 30 de abril, sonhei que tinha comprado uma sacola verde de lona!!!
Vou ter que comprar mesmo...

Related Posts with Thumbnails